Antes e Depois -Cabelo loiro

Se não for para fazer mudanças radicais eu nem saio de casa. Fiquei loira há pouco mais de 2 semanas e estou me redescobrindo nessa nova versão.

Mudança, renovação, inovação são palavras super bonitas mas percebo que poucas pessoas tem coragem de usá-las na primeira pessoa. “Eu mudo” “Eu renovo” “Eu inovo”. Certamente não é algo fácil quando se trata de características pessoais. Mas cabelo é uma das coisas que mais dá para mudar, para inovar e renovar. Cabelo é algo que cresce diariamente e que é fácil de modificar se não ficar bom, mas conheço muitas mulheres que ainda sentem medo até de cortá-lo.

Vou contar nesse post porque resolvi mudar meu cabelo e mostrar o antes e depois para vocês.

A história do meu cabelo antes de FICAR LOIRA

Meu cabelo antes
Meu cabelo antes
Um mês antes de pintar. Quando acertei o corte do cabelo
Um mês antes de pintar. Quando acertei o corte do cabelo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Meu cabelo natural é castanho escuro e estava praticamente natural quando resolvi enloirar de vez. Da última vez que havia feito mechas loiras do meu cabelo foi há quase 3 anos. Todas as vezes anteriores que fiz mechas me frustrei porque nunca ficava do jeito que eu queria. Teve uma vez que paguei super caro e meu cabelo ficou L-A-R-A-N-J-A. Fiquei tão triste mas aprendi a conviver com aquilo. Tonalizava toda semana e detonava meu cabelo passando shampoos tonalizantes que agridem demais o cabelo já fragilizado pela descoloração.

Meu cabelo sem progressiva há 8 meses mas com chapinha

Faço progressiva há uns 9 anos porque meu cabelo é grosso, muuuuito excessivamente extremamente volumoso (tenho muito cabelo, graças a Deus) e ele é bem complicado de cuidar sem progressiva. Embora isso, ano passado fiquei 9 meses sem fazer a tal progressiva porém, depois de muito relutar, voltei a fazer porque perdi a paciência de cuidar dele.

Por que FIQUEI LOIRA

De tempos em tempos me dá uma vontade absurda de fazer mudanças radicais. E como mudanças radicais geram consequências, eu me realizo mudando meu cabelo, pois é algo fácil de reverter.

Então, fiquei uns 2 meses pensando em pintar meu cabelo mas meio indecisa, fiquei olhando o instagram do Ítalo Andrade (Profissional que fez meu cabelo) quase que diariamente até efetivamente decidir o que eu queria. Penso muito em pintar meu cabelo de outras cores nada óbvias, como verde, azul e rosa. Foi daí que lembrei que a blogueira Jade Seba tinha ombré verde e era bem lindo.

Jade Seba com ombré verde {imagem: Web}
Jade Seba com ombré verde {imagem: Web}
Jade Seba blogueira {imagem: Web}
Jade Seba blogueira {imagem: Web}

 

 

 

 

 

 

 

 

E fui no instagram dela e me deparei com ela loira. LOIRAAAA e maravilhosa! E eu amei tanto o cabelo dela que levei a foto dela pro Ítalo e pedi para que meu cabelo ficasse igual.

Jade Seba Loira {imagem: Pinterest}
Jade Seba Loira {imagem: Pinterest}
Ombré loiro com contorno no rosto
Ombré loiro com contorno no rosto

 

 

 

 

 

 

 

 

Marquei para a semana seguinte. Quando cheguei lá, receosa e traumatizada do meu cabelo laranja, pedi pra que ele clareasse mais. E o resultado foi esse. D-I-V-I-N-O!

IMG-20170821-WA0010IMG-20170821-WA0013

 

 

 

 

 

 

 

ANTES
ANTES
DEPOIS
DEPOIS

 

 

 

 

 

 

 

 

O que acharam? Eu estou muito apaixonada pelo meu cabelo! Serião!

Por que permitir-se mudar

Quando eu digo que mudança é bacana, é que quando eu acertei o corte do meu cabelo já me senti diferente, parecia que minha auto estima tinha sido devolvida. Sofri um tempão por não querer fazer progressiva ou por achar que não devia fazer progressiva já que eu devia me aceitar.

Penso mesmo que devemos aceitar o que somos, descobrir o que funciona em nós, mas isso não deve ser sofrido e nem ditado por alguém. Eu me permiti pintar o cabelo, me permiti fazer mais uma vez uma progressiva e isso foi mais leve que o peso de pensar que eu tinha que ser algo para agradar alguém.

Senti vontade, fui lá e fiz e isso me deixou feliz, isso funcionou para mim no momento. Pode ser que daqui alguns dias isso não funcione mais da mesma forma e eu queira mudar mais uma vez. E não faz mal ser assim. O que faz mal é viver oprimido querendo ser algo mas deixando de ser preocupada com o que vão falar ou pensar a seu respeito.

Antes de tudo, respeite-se e permita-se!

Gostou? Então comente aqui!